Meus Seguidores

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 19 de abril de 2014

Alckmin vai multar quem consumir mais água; punição pode chegar a 30%







Em mais uma tentativa para evitar o rodízio generalizado de água, o governo Geraldo Alckmin (PSDB) pretende iniciar ainda neste semestre a cobrança de multa para quem aumentar o consumo na Grande São Paulo. Segundo balanço divulgado pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), 24% dos clientes abastecidos pelo Sistema Cantareira elevaram o gasto em fevereiro, primeiro mês do plano de bônus.

"É para esse conjunto que estamos preparando um programa novo de ônus", disse nesta quinta-feira, 17, o secretário estadual de Saneamento e Recursos Hídricos, Mauro Arce, em entrevista à rádio CBN. Segundo ele, o plano ainda está em fase de estudo e deve ser anunciado em maio, para começar a ser aplicado em junho. "Estamos indo para uma linha de que o ônus será igual ao bônus em termos de porcentual", completou Arce.

No caso do plano de bônus, a Sabesp dá desconto de 30% na conta de água para quem reduzir o consumo em ao menos 20%. O cálculo é feito com base na média mensal de gasto em metros cúbicos entre fevereiro de 2013 e janeiro de 2014. Por essa lógica, a Sabesp aplicará multa de 30% para quem aumentar o consumo em 20% ou mais em relação à média de 12 meses. Em nota, a Sabesp informou que um estudo vai definir a forma de punir financeiramente quem não economizar água.

Trata-se de mais uma medida do governo estadual para tentar reduzir o volume de água retirado do Cantareira, cujo volume registrou nova queda ontem, chegando a 12,2% da capacidade - nesta quarta-feira, 16, estava em 12,3%. Até agora, o governador apostava na adesão do plano de bônus e na reversão de água dos sistemas Guarapiranga e Alto Tietê para regiões abastecidas pelo Cantareira para atravessar a crise sem adotar o racionamento de água generalizado.

O programa de desconto foi lançado em fevereiro apenas para os clientes da região do Cantareira. Segundo a Sabesp, 37% atingiram a meta e ganharam o bônus e outros 39% reduziram o consumo, mas não atingiram o patamar exigido. Mesmo assim, 24% aumentaram o gasto. Os dados de março não foram divulgados. Em abril, o plano foi expandido para quem recebe água do Guarapiranga e Alto Tietê, somando 17 milhões de clientes. A Sabesp estima prejuízo de R$ 800 milhões com a medida, que tem duração prevista até 31 de dezembro.

"O que eu gostaria com o resultado desse plano de ônus é que ninguém fosse multado, que ninguém aumentasse o consumo", disse Arce. Segundo ele, o programa analisará casos especiais, onde o aumento do consumo de água é inevitável. "Evidentemente que vamos ter algumas ressalvas. Alguém que tenha motivo justo. Um casal que não tinha filho e veio quíntuplos, por exemplo. Vamos analisar caso a caso."

Espera. Questionado ontem em coletiva de imprensa sobre a multa, Alckmin disse que era preciso "esperar". Pouco antes, ele havia destacado que São Paulo "é o único ente federativo no Brasil que não puniu, mas premiou, quem está fazendo o uso racional da água".

No início do mês, o Estado revelou que o consumo de água do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista e residência oficial do governador, aumentou 22% em janeiro, quando estourou a crise, em relação a dezembro de 2013. Na comparação com a média de 12 meses, o gasto caiu 1,4% em fevereiro. Alckmin culpou o calor. O palácio á abastecido pelo Sistema Guarapiranga.



Estadão

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Dilma mantém liderança na corrida presidencial, aponta Ibope





A presidente Dilma Rousseff (PT) manteve a liderança corrida pela reeleição, de acordo com pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (17). As intenções de voto na presidente, no entanto, apresentaram uma queda de 40% em março para 37% em abril. Mesmo assim, a petista venceria a eleição no primeiro turno por ter mais que a soma dos outros candidatos.

O Ibope mostrou que o senador Aécio Neves (PSDB) oscilou de 13% para 14% entre março e abril. O ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) se manteve com 6%. O pastor Everaldo Rodrigues (PSC) aparece com 2%. Denise Abreu (PEN) e Randolfe Rodrigues (PSOL) ficam com 1% cada. Os demais candidatos não atingem essa marca. Os votos brancos e nulos somariam 24%. Os indecisos ou que não souberam responder representam 12%.

A margem de erro é de dois pontos percentuais para baixo ou para cima. O Ibope ouviu 2.002 pessoas em 140 municípios entre os dias 10 e 14.

Contratada pelo jornal O Estado de S.Paulo e pelas Organizações Globo, a pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral com o número BR-00078/2014.

O cenário é parecido com aquele apresentado pelo Datafolha em 6 de abril. De acordo com este instituto, Dilma tinha 38% das intenções de voto no começo do mês, contra 16% de Aécio e 10% de Campos.

O Ibope também testou um cenário com a ex-ministra Marina Silva (PSB) na vaga de Eduardo Campos, mas a situação mostra pouca variação. Dilma fica com 37%, contra 14% de Aécio e 10% de Marina. O pastor Everaldo Rodrigues surge com 2%. Denise Abreu, Eduardo Jorge (PV) e Randolfe Rodrigues aparecem com 1% cada. Os demais candidatos não atingem essa marca. Os votos brancos e nulos chegariam a 23%. Os indecisos ou que não souberam responder representam 13%.

Apesar de se manter na liderança da disputa eleitoral, Dilma colheu uma notícia ruim na pesquisa Ibope. As avaliações de seu governo e de seu desempenho pioraram em abril.




uol noticias

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Senti falta do espaço de opinião, diz Rachel Sheherazade










Em entrevista à Folha de São Paulo, a jornalista Rachel Sheherazade diz que sentiu falta do espaço de opinião no jornal SBT Brasil.

Depois de 15 dias de férias, Sheherazade voltou a apresentar o programa, mas sem poder tecer opiniões, cumprindo a nova regra da emissora.

“Há quatro anos, tenho me posicionado no telejornalismo. É claro que senti falta do espaço de opinião”, disse ela.

A âncora do SBT Brasil só poderá emitir opiniões assinadas pela emissora, editoriais que serão escritos por outras pessoas e lidos por ela ou pelo seu colega de bancada, o jornalista Joseval Peixoto.

“Quando me contratou, a empresa foi muito clara. O SBT queria minhas opiniões”, lembra a jornalista que ficou nacionalmente conhecida por tecer comentários criticando o Carnaval na Paraíba.

A jornalista, porém, não falou contra a decisão do canal de Silvio Santos que resolveu cortar as opiniões pessoais dos apresentadores para “preservá-los”, já que as falas de Rachel estavam trazendo problemas jurídicos para a emissora.

“Não cabe a mim discordar de uma determinação da emissora. Não fui contratada para definir as estratégias da empresa, o formato do jornal nem os rumos do jornalismo”, disse.

O SBT estava sob pressão podendo perder a verba pública de publicidade, uma medida sugerida pela deputada Jandira Feghali (PSOL-RJ) que aliada a deputados do PCdoB e PT fizeram representações contra Sheherazade junto à Procuradoria-Geral da República, dizendo que a jornalista fazia apologia ao crime.





noticias prime

Ladrão em fuga aceita carona e vai parar em delegacia





O vídeo registrando a ação de um ladrão em fuga, que aceitou a carona de um estranho e acabou sendo levado diretamente para uma delegacia de polícia na cidade de Beihai, na China, faz sucesso na internet.

O piloto da lambreta testemunhou o momento em que o ladrão roubou a bolsa de uma garota na rua e se ofereceu como "veículo de fuga".

Sem pestanejar o ladrão aceitou a carona, mas ficou chocado quando chegou ao destino planejado pelo condutor: uma delegacia mais próxima, onde foi preso.
















rede tv

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Pai e madrasta foram a festa um dia após morte do menino Bernardo




Testemunhas contaram aos investigadores do assassinato de Bernardo Uglione Boldrini, 11, que o pai do menino, Leandro Boldrini, e a madastra, Graciele Ugulini, foram a uma festa no dia seguinte à morte do garoto, informou o jornal "Zero Hora".

A festa ocorreu no dia 5 de abril no Clube Buricá, em Três de Maio, a 80 km de Três Passos, onde o casal mora.

Bernardo desapareceu no dia 4. De acordo com o pai, ele teria ido à tarde para a cidade de Frederico Westphalen com a madrasta para comprar uma TV.

O corpo de Bernardo foi encontrado enterrado no último dia 14 em um matagal, dentro de um saco plástico, em Frederico Westphalen. O casal foi preso por suspeita de cometer o crime.

"Até então não sabíamos que o Bernando tinha sumido. Eles estavam alegres no camarote, bebendo, como todos estavam", disse Luana Alves da Silva, moradora de Três Passos, segundo o "ZH".

"Todo mundo sabia que o Bernardo ficava trancado para fora de casa e tudo mais. Toda a cidade sabia disso, mas digamos que o pessoal fechava os olhos", disse ela.

Segundo o organizador da festa, Paulo Cavalcanti, o casal comprou ingressos para o camarote Lounge na hora, ao preço de R$ 60 por pessoa.

A delegada Caroline Bamberg, que investiga o caso, disse que outras pessoas deram depoimentos semelhantes.

"Comentavam que eles estavam alegres, dando risada", disse a delegada ao "ZH".
Outro lado

Nesta quarta-feira (16), o pai do garoto se disse inocente e que estaria disposto a lutar para provar que não teve participação no crime, segundo um advogado que assumiu provisoriamente o caso.

O advogado Andrigo Rebelato, 36, é primo de Leandro Boldrini. Os dois se reuniram na prisão para discutir detalhes da defesa. Até a manhã de hoje, Graciele ainda não havia constituído advogado.






uol noticias

MSN:edivaldosilva.165@hotmail.com